Duelo de Ti(t)as — Sócrates vs Sócrates



Sócrates é um nome predestinado a grandes feitos — não necessariamente bons!
Isto porque o apelido é pouco comum e apenas ouvimos falar daqueles que são realmente famosos. Contudo, só mesmo dois se destacam como sendo os Sócrates Supremos — e não falo do futebolista.
São eles:
  • Sócrates, o Velho — pensador da Grécia Antiga, consagrado como o pai de Todo o Pensar… na altura deveria ser viúvo, pois não se sabe quem é a mãe!
  • Sócrates, o José — PM pré-Tuguês desde 12 de Março de 2005 até 23 de Março de 2011.

Hoje, iremos debater a influência de cada um para determinados sectores socio-culturais, a fim de determinar qual deles é o Sócrates Supremo, o Sócrates dos Sócrates.


1 — Sócrates, o Político

Sendo ambas figuras imponentes no paradigma politico-social do seu período, era inevitável comparar as suas posições nos mesmos. Uma análise ao modo como cada um abordava o seu regime está iminente:
Sócrates, o Velho
  • Um sistema de moralidade baseado em valores emocionais relativos não passa de uma mera ilusão, uma concepção vulgar composta por nada de são e nada de verdade;
  • Se um homem tiver orgulho na sua riqueza, ele não deverá ser apreciado até que se saiba como este irá geri-la;
  • Não é viver que importa, mas sim viver lealmente;
  • Uma vez tendo posse dos mesmos direitos que o homem, a mulher tornar-se-á seu superior;
  • Fui um homem demasiado honesto para ser um político e sobreviver — claramente uma boca ao seu homónimo!

Sócrates, o José

  • Se a oposição pensa que vai transformar o Presidente no rosto da oposição, engana-se. Cada um vai ter de pedalar a sua bicicleta;
  • Não peço desculpa por cumprir o meu dever;
  • Não se pode gerir um país com base no medo. O medo é mau conselheiro;

— como seria de esperar, os vídeos rodam a favor do PM —

Os pontos de vista completamente distintos são comparáveis ao debate entre o Idealismo e Realismo. Sócrates apela a uma realidade não ideal… mas ironia das ironias, tal realidade não passa de ideal (viver correctamente, igualdade de direitos entre Homem e Mulher… são tudo ideias bonitas, mas apenas em papel). Nada mau para uma pessoa que “só sabe que nada sabe”, mas a atitude Badass do PM Tuga destaca-se: “se é isso que pensam desenganem-se, que vai haver porrada!”

Directo e incisivo: ponto para o José!


2 — Sócrates, o Cidadão Pensador

— optimismo… Sócrates era mesmo criança! —

Estes não foram apenas habitantes numa determinada era e num determinado território. Eles foram mensageiros para gerações futuras, relatando os eventos do seu quotidiano como seres integrantes de uma sociedade, onde as civilizações são generalizadas na soma da individualidade de cada ser, desde os escravos aos jornalistas da TVI.
Qual deles adverteu melhor para os feitos e erros da sua comunidade?

Sócrates, o Velho

  • Um homem honesto será sempre uma criança;
  • A beleza é tirania a longo prazo.

Sócrates, o José

  • Não estou preocupado com a minha imagem nem como o meu futuro político;
  • Preferia governar noutro momento da história, mas os portugueses escolheram-me para governar agora;
  • A paternidade dessa ideia não é minha. Se a medida é muito popular, tenho gosto em entregar louros a quem os merece;
  • E ainda o clássico:

— Finish him! —

Sejamos sinceros: com Sócrates, aprendemos que apenas as crianças Gregas eram honestas e que tudo o que é belo está predestinado ao Lado Negro da Força. Um homem sem medos… ponto para o José!

Contudo, o ponto decisivo é o que se segue…

a batalha final!!!!!!!!!!!!!!!!!!111111onze


3 — Sócrates, o Comediante

— quem se irá calar? O juiz decide! —

Esta secção vale por três, pois todos sabemos que o Humor é o melhor remédio!
Sócrates, o Velho
  • Faça favor de casar; se casar com uma boa esposa, será feliz. Caso contrário, tornar-se-á filósofo.

Sócrates, o José

  • Dá às pessoas a ideia que políticos ganham muito, e isso não é verdade. Se comparássemos os salários dos políticos com de outros profissionais de outros sectores teríamos grandes surpresas.

Esta é, naturalmente, a vitória mais clara do Sócrates Pré-Tuguês. A sua genial fusão da realidade com a sátira, a de que os políticos não ganham muito, é na verdade uma indirecta: é completa verdade, porque valores monetários obtidos por “corrupção” não se inserem nos custos salariais!

E com isto, chegamos a uma conclusão unânime sobre o vencedor, o Sócrates dos Sócrates:

— o génio: falar verdade a mentir! —

Musas Inspiradoras: [para memória futuraaventar, brainy quotes]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s