Com o líder em queda…

O abandono de Steve Jobs enquanto CEO (o equivalente ao título de ‘Senhor Todo-Poderoso e Emaculado’, nos tempos modernos) assemelha-se mais à queda de Che Guevara que propriamente a um processo natural de sucessão… mas que se esperava, é o Esteves Profissões, não é um homem qualquer!

A questão é que, ao contrário do que se diz por aí, Jobs não foi necessariamente um homem ‘especial‘ de modo algum: os seus produtos nunca me inspiraram, e o iPad, a “máquina do futuro para as Internétes”, não é mais do que uma desculpa para pagar extra por uma máquina que faz nada — e sem teclado físico para escrever e-mails… digam lá que não foi ver o senhor Jobs de perna cruzada a tocar numa janela que motivou as massas! –, o iPhone e os jogos baseados no toque e gesticulações (e sim, falo de fruit ninjas e etc.) assemelham-se ao conteúdo gratuito que encontro num Android ou próprio PC. E os Mac nêm dois botões têm no rato, sempre com a desculpa de que “o material é o melhor” e “a bateria é eterna” — mas mesmo estando absolutamente correctos na segunda, que sentido faz pagar o dobro ou o triplo por um computador eventualmente desactualizado?…

… ah, e nem falo de como tive um iPod por três meses e ainda hoje não percebi ao certo onde estava o interruptor de ‘desligar’ — e quem precisa disso? Fica em standby, o sinónimo de “Consumir pouca energia por razão nenhuma”!

Contudo, e não necessariamente sendo um homem bom cujo alvo não era o dinheiro (porque o é sempre, digam o que disserem), foi possivelmente o facto de “nem ser um homem especial” que o tornou num líder nato, com um extremo talento para o marketing e inspiração a massas. E nesse sector, ele equivale-se ao próprio Hitler em tempo de Alemanha arruinada e povo faminto… a diferença reside no facto do primeiro não ter iniciado um genocídio…

o único vídeo em nada aborrecido da carreira da imagem da Apple,

enquanto ser humano

Dito isto, não se consegue prever o que irá acontecer com o fim do domínio de Jobs, mas será muito complicado alguém, pelo menos dentro do sector da Informática, suceder aos seus talentos enquanto comunicador: incentivar as pessoas a comprar algo de que não precisam não é para todos, e ele conseguiu mover as massas desde que criou a linha “i“, com a imagem de “homem que sabe o que o povo quer“, que sempre o caracterizou.

One thought on “Com o líder em queda…

  1. Fox Dark Master diz:

    A Apple fez o mesmo que a blizzard fez com o WoW: Não inventou necessariamente algo novo mas criou o produto que apelava a todos, mesmo que com um custo superior ao da concorrência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s