Somália – afinal, quem são os “piratas?”

Hoje, gostaria de compartilhar convosco um documentário deveras pequeno e sucinto, cujo idioma não deverá servir de barreira para os fluentes na língua de Camões. Em pouco mais de 20 minutos, a equipa de Juan Falque desmascara o fenómeno dos “piratas da Somália“, demonstrando também como este está ligado ao mundo industrializado – aliás, aposto que muitos de vós nem sabiam da existência desta paupérrima região Africana até a imprensa ter falado em… lá está, “piratas!”

Desde a queda de uma ditadura sem uma autarquia sucessora até ao impacto ambiental, a História da Somália nos séculos XX e XXI  até apresenta algumas mínimas semelhanças ao filme original do Godzilla – o qual, aproveito para relembrar, alertara para ameaças ambientais provocadas pelo ser Humano e possíveis consequências…

A diferença é que, nesta caso, não há ficção para nos aliviar do horror passado pelas vítimas de tudo o que levou à origem dos “piratas”:

Elucidem-me, então: quem serão efetivamente os piratas desta história?

fontes [loco mundo, envolverde]

Psicopat…logia Aleatória — Amor e Percepção

— isto não é um tubarão. São agora capazes de encarar esta imagem sem pensar no dito animal? —

A fim de ser útil e interpretável, a perspectiva tem de ser “treinada”. Afinal de contas, os olhos são um instrumento de captação visual que, apesar de nos abrir as portas para o mundo exterior, conta com muitas limitações. A consciencialização do processo percepção-acção é moroso, requerendo treino baseado no paradigma tentativa e erro, e trata-se de uma fase geralmente iniciado na nossa bem esquecida infância. Sem esta fase importante e em constante evolução, comportar-nos-íamos como meninos a jogar Futebol com binóculos!

A origem da motivação

As nossas motivações são, em parte, de origem hormonal, com dopaminas e serotoninas e mais outras -inas a “determinar” o nosso comportamento. Do ponto de vista psicológico, porém, o que será que nos influencia a efectuar determinadas atitudes?

http://www.youtube.com/watch?v=u6XAPnuFjJc

As piores formas de terminar uma relação

Encontrei no blog Madatoms uma tabela deveras interessante sobre as formas mais “encobertas” e infelizes de terminar uma relação com aquela suposta pessoa especial — podem lê-lo aqui.

Gostei particularmente do último, o paradoxo do Destino, onde “romanticamente” se procura redireccionar as culpas para o Universo, onde nos temos de orientar pelos nossos sentimentos… o que soa tudo muito bonito, mas esconde tristes verdades.

Naturalmente, existem sinais típicos de que algo está mal, numa relação…

— … especialmente quando estão envolvidas pseudo-consultas a uma ex-programadora-e-agora-pseudo-psicólogas-praticantes-da-arte-do-nudismo-terapeutico —

Herói Aleatório — Senhor Tê tem dó dos Idiotas

Chuck Norris é o ser supremo, Jack Bauer o terror dos Terroristas, MacGyver o Génio e Mr. T o ídolo com pena dos idiotas! A popularidade deste senhor atingiu o topo em Esquadrão Classe A, onde a maioria das pessoas o conhecia mesmo como Mr. T, e não pela personagem que interpretava – B.A. Baracus ou algo do género… – e também como “vilão” do terceiro filme do Rocky Balboa. Com um aspecto e personalidade ambos deveras característicos, agressivos e autênticos, este senhor chegou mesmo ao ponto de ser condecorado com um desenho animado sobre ele próprio e onde, exibindo uma força e capacidades paranormais, cuidava dos membros de um circo ambulante. a este grupo, pertenciam uma cambada de acrobatas genéricos, um miúdo incapaz de fazer acrobacias mas desejoso de imitar o seu ídolo e um Mr Cão!


  • Cada vez que um sino toca, Mr T tem dó de um idiota;
  • Mr T apenas fala quando necessário. A sua principal forma de comunicação é gestual, consistindo num dobrar dos braços seguido do acto de sacudir a cabeça lentamente. E independentemente da situação, todos compreendem o que ele quer dizer!
  • Todos os elementos do Esquadrão Classe A eram mestres no disfarce, excepto Mr. T. Este não precisava de se disfarçar, porque os vilões não o reconheciam de tanto medo que sentiam;
  • Mr T tem pena dos idiotas, porque até estes merecem a sua dose diária de vitamina T;
  • 23 é o número de pessoas de quem Mr T sentiu dó enquanto lias esta mensagem;
  • Mr T inventou os idiotas. Depois, arrependido do seu acto de tolice, este inventou o Dó;
  • Mr T é alérgico a maçanetas. Por isso é que ele só consegue entrar arrombando-as ao pontapé!
  • A lamentação de Mr T para com os idiotas é usada como demonstração matemática para o conceito de Infinito;
  • Por detrás de cada grande homem está uma grande mulher. Por detrás dessas grandes mulheres está Mr T;
  • A edição do Mr T do programa do canal VH1 chamado “Onde Estão Eles Agora” foi a mais curta de sempre: durou 10 segundos e consistiu numa tela a preto com a mensagem “Mesmo atrás de ti!”;
  • Mr T popularizou a frase “I see dead people — vejo pessoas mortas” quando os empregados de um McDonald’s se esqueceram do seu aniversário;
  • Mr T não é de raça negra. O Sol é que tem medo de brilhar nele;
  • Uma vez, Mr T teve dó do Sol. Seguiu-se uma Era Glaciar;
  • Foram necessários 2 anos e 5 mulheres para dar à luz Mr T;
  • Uma vez, Mr T ganhou as Olimpíadas. Todas elas!
  • Mr T nunca aprendeu a conduzir, as estradas é que se limitam a mover para onde ele está. Uma vez, um troço de estrada recusou-se a fazê-lo e Mr T teve imenso dó dela. E assim foi criado o Grand Canyon!
  • A cólera de Deus é apenas ultrapassada pela piedade de Mr T;
  • Mr T tem dó dos idiotas que não comem os seus cereais, visto esta ser a única fonte de Vitamina T;
  • Houve uma altura em que Mr T não tinha dó dos idiotas. Essa altura ficou conhecida como…

— … NUNCA! —

Fonte: [Mr. T Facts]



Quarta-Feira Bizarra – O Planeta do Carniceiro

“Há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante…”

... e ainda assim não muito diferente da nossa!

… existia um senhor, consagrado por muitos como sendo o patrão de toda a Ciência Astronómica, chamado Carl Sagan. Em adição a ter escrito imensos livros que fazem as maravilhas dos “cientetas” – cientista + poetas – ele também é o narrador do programa Cosmos: uma compilação de fenómenos interplanetários e efeitos especiais que convertem, à semelhança do que já conseguira na literatura, Astronomia numa forma de Arte Filosófica, tratando temas hoje apenas abordáveis por um mundo ainda imune à crise financeira, como a origem da vida – obrigado, fonte de todo o saber!

Esta série contou com 13 episódios, mas ao que parece as Forças do inexplicável fenómeno da Internet desvendaram um NUNCA-ANTES-VISTO capítulo de 5 minutos sobre… um planeta que atribui um novo significado à expressão “Planeta Vermelho“:

Já descrito como “O Corpo Espacial onde ainda nenhum vegetariano conseguiu aterrar” ou “Finalmente um motivo para a NASA contribuir para o fim da fome no mundo”, o Planeta de Carne é o Santo Graal da Astronomia: anos de investigação sobre tudo aquilo que se passa em torno de nós a uma dimensão tão grande que somos incapazes de notar, à procura de uma recompensa carnal onde os rios são de sangue – *insira a sua piada sobre guerra aqui* – e os vulcões são de carne de porco…

...ou políticos corruptos, não percebi lá muito bem!

 Agora só falta descobrir um Cometa Gelado-de-Baunilha, e já me posso candidatar a viajar pelo espaço ainda inexplorado!

fonte: io9

Desporto-Rei Aleatório – A Paixão do Narrador

Qualquer fã ávido de futebol irá discordar, mas considero que os jogos de futebol nunca seriam os mesmos sem comentários, pelo que sou daqueles que prefere os relatos dos Gabriel Alves e Jorge Perestrelo da sociedade aos calorosos tremores das claques facciosas. Podem até nem ser nada de especial durante a maioria do jogo ou mesmo um confronto inteiro; contudo, quando os “narradores” berram, faz-se música. Eis então alguns dos exemplos de relatos mais populares de locutores de todo o mundo que, demonstrando mais emoção que os No Name Boys, só param quando já não há mais nada para “libertar”.

Depois do clique, poderão contar com até 8 relatos em Japonês, Árabe, Espanhol, outras línguas que desconheço, e ainda (mais) um vídeo do lendário Andrés Cantor:

Continuar a ler

Quarta-Feira Bizarra – Desporto de Autenticidade

É engraçado constatar como o desporto é uma celebração que, praticada de “n” formas diferentes por todo o mundo, tem ultimamente descurado o factor “distracção” em favor de facciosismos, “honra” e defesa de uma glória que não é necessariamente sua… pelo menos, da perspectiva do adepto!

ora isto não é particularmente mau… para quem gosta de comédias ou reality shows

No entanto, o foco dado ao desporto-rei da Europa, Estados-Unidos e outros altamente praticados e alastrados a nível altamente comercial, em muito contribuiu para que descurasse o factor “entretenimento”. Felizmente, porém, há desportos malucos o suficiente para, só pelo simples facto de existirem, propiciarem diversão a muitos níveis, como é o caso do golfe urbano, Bossabol, corridas de triciclos, panquecas e sanitas e ainda lançamento do peso… peixe!

Que motivará a raça humana a inventar clássicos como estes e ainda outros de tamanha lunacidade? E ONDE POSSO ASSISTIR A ESTAS MARAVILHAS!?

fonte [Red Bull BR]