Hello Kitty continua a tentar destruir o Mundo — Ja-Sus!

— it sounds so cliché, but… SHE’S ON FIRE!!! —

100comentários… vou mas é fugir!

Anúncios

Riso Aleatoriamente Risonho — O melhor do Felino Pouco Aromático (1)

Este é um sketch sobre trocadilhos do arco da velha com Ricardo Araújo Pereira e Zé Diogo Quintela no programa O perfeito Anormal, ainda antes do nascimento dos Gato Fedorento.

— tipo isto! —

O Perfeito Anormal humildemente procurava uma fatia no bolo c0mposto pelas audiências da SIC Radical. O sucesso poderá até nem ter sido estrondoso, mas o seu humor foi!

E posteriormente, o mundo cumprimentou subtilmente um grupo Humorístico justamente comparado aos Monty Python.

Retrato Aleatório — Num mundo digital…

Já em 2012, todos seremos obrigados a trocar os nossos aparelhos televisivos “retrógrado” para permanecer com algo que outrora muitos de nós dávamos como garantido: aqueles quatro canais básicos apenas serão transmitidos em formato digital… ou um descodificador.

E agora que penso bem… o que raio NÃO é digital nas nossas vidas?

Será isto tudo bom? Estaremos nós prestes a, eventualmente, suportar comida digital e preservar a nossa mente temporária num disco rídigo? E que consequências tais situações acarretam para o consumo global energético e tolerância a falhas?

Esta foi uma edição do Retrato Aleatório: uma coluna onde tal como na Internet se escreve com mais imagens, e menos palavras.

Clássico da TêVê — Get Smart: Jaime Bonde versão Comédia

Conhecem o mítico Cone do Silêncio?

Esta era uma das mais famosas de uma cómica série que me ficara na memória: Get Smart (também conhecida como “Olho Vivo”, por terras lusas), inspiração para qualquer criador de paródias a agentes secretos ao serviço de Sua Majestade ou algum órgão Am(a)ricano, como no caso de Johnny English, filme com sequela planeada para este mês.

Aqui, podíamos contar com um agente convencido mas trapalhão — um pouco como o Inspector Gadget — que recorria às mais modernas tecnologias e charme peculiar para acidentalmente cumprir a sua missão, tais como o telefone tubo de ensaio:

"damn... wrong phone!"

Don Adams encarnou o papel do agente Maxwell Smart, ao serviço do órgão CONTROL, cuja missão era, em pleno clima de Guerra Fria, proteger a sua nação dos espiões maléficos (e com maléficos, falo naturalmente de Soviéticos) do grupo KAOS, com a ajuda do seu chefe (mais conhecido como “O Chefe”) e da bela Agente 99. Curiosamente, nem KAOS nem CONTROL são acrónimos, segundo a “fonte-de-todo-o-saber“.

Em 2008, e seguindo a tendência cinematográfica de reviver ícones do século XX, foi lançado o filme baseado na clássica série de 1965, e protagonizado por Steve Carell, ilustre figura do humor audiovisual, conforme testemunhado em Evan Almighty ou The Office (EUA).

E para terminar o artigo em grande, que tal relembrar um dos melhores genéricos de sempre?

— admitam-no: o tema nunca irá sair das vossas mentes… NUNCA!!! —

Capitão Falcão – O Lusitano


Pode não ser um homem capaz de explodir uma galáxia com o seu punho, mas Capitão Falcão é digno de ser consagrado um “herói de banda desenhada” Nacional… especialmente quando se trata de uma fusão entre o Ninja das Caldas e o Major Alvega!

E quem melhor para representar tamanho papel que a estrela do melhor reality show de sempre (Último a Sair), o Gonçalo Wel… coiso?

Finalmente, um programa com dois Portugueses a sério!

Com citações tão ilustres quanto “Este está mais morto que o Lenine” e “Malditos Comunas!”, estarei atento a mais novidades desta bênção/sátira aos programas televisivos do passado.

Entretanto, poder-se-á obter mais informações no site oficial.